Menu

Notícias

Segurança e Gestão de Risco de Medicamentos e Dispositivos Médicos na Prática Clínica

A AHED-Advanced Health Education by NOVA MS,  em parceria com outras entidades ligadas à área da saúde, realiza a 3ª Edição do curso SEGURANÇA E GESTÃO DE RISCO DE MEDICAMENTOS E DISPOSITIVOS MÉDICOS NA PRÁTICA CLÍNICA – 3ª EDIÇÃO.

Esta é uma proposta de formação para PROFISSIONAIS DE SAÚDE NÃO-MÉDICOS das áreas da Farmacovigilância e Gestão de Risco da Indústria Farmacêutica, Unidades de Farmacovigilância, Farmacêuticos e Enfermeiros.

O curso terá lugar na📍 AHED-Health Campus,Carcavelos📍, nos dias 26, 27 e 28 Junho sendo coordenado por Maria Teresa Herdeiro (PharmD, ScPharma, MSc, PhD). Chamamos a atenção para o corpo docente constituído por um grupo de 16 especialistas de reconhecido mérito nesta área.

Um aspecto muito importante desta proposta é ser financiada a 100% do valor da propina. Uma vez que o número de participante sé limitado a 16, sugerimos que, caso tenha interesse em participar, proceda à sua inscrição o mais rapidamente possível, a qual pode ser feita AQUI👈. O detalhe do programa do curso pode ser consultado AQUI 👈

APRESENTAÇÃO
As Tecnologias em Saúde com impacto significativo na longevidade são sobretudo os medicamentos e os dispositivos médicos, com uma evolução significativa traduzida em terapias avançadas e combinadas que integram desafios clínicos, económicos e regulamentares. Os profissionais de saúde, os doentes, a indústria farmacêutica e os reguladores são importantes agentes porque são o garante da utilização racional, adequada e segura das tecnologias em saúde.
No complexo Sistema Regulamentar Europeu de Gestão do Risco e Farmacovigilância, é fundamental conhecer os requisitos regulamentares que todos os agentes da cadeia de valor têm de cumprir para garantir a segurança dos doentes. A análise detalhada do Sistema de Monitorização do Risco na área dos medicamentos e dispositivos médicos e a sua gestão através de planos de minimização e comunicação de risco, seguindo as Boas Práticas de Farmacovigilância assumem cada vez mais relevo para os profissionais de saúde, que no ecossistema da saúde desenvolvem a sua actividade.
A aquisição de conhecimentos nas metodologias de quantificação do risco e detecção de sinal, a discussão critica de relatórios periódicos de segurança, a compreensão profunda do sistema de notificação espontânea, dos modelos de imputação de causalidade, são entre outros tópicos que devem ser aprendidos através de uma discussão interactiva e multidisciplinar, feita através de casos reais contando com a tutoria de peritos nas áreas clinicas e regulamentares do medicamento e dispositivos médicos.
Uma importante parte da evidência atualmente e futuramente gerada neste ecossistema de valor, reside na utilização de metodologias epidemiológicas e estatísticas para em dados recolhidos em contexto real onde o Big Data e a Internet De Todas As Coisas assumirão, certamente, particular relevância. A farmacoepidemiologia e os seus métodos dão contributos importantes para o conhecimento do perfil de segurança dos medicamentos na sua utilização em contexto clínico e concorrem para a medição de ganhos em saúde e da efetividade das medidas de gestão de risco, garantindo assim a optimização dos recursos em saúde.
OBJECTIVOS DE APRENDIZAGEM DOCENTES
 >> Conhecer e interpretar adequadamente os aspectos críticos da legislação europeia para a Gestão de Risco e Farmacovigilância, de medicamentos e dispositivos médicos. >> Ana Sofia Martins, PharmD, >> Leonor Nogueira , PharmD, MSc >> António Teixeira, PharmD, PhD >> Manuel Caneira, MD, PhD >> Cibelle Mariano, PhD >> Márcia Silva, PharmD, MSc >> Helder Mota Filipe, PharmD, PhD >> Paula Barão, PharmD, MSc >> Helena Farinha, PharmD >> Raquel Alves, PharmD >> Inês Vaz, PharmD, MSc, PhD >> Rita Rego, RN >> João Paulo Fernandes, PharmD, MSc >> Rui Marques, PharmD, PhD >> Judite Neves, PharmD >> Rui Pombal, MD
>> Adquirir conhecimento sobre o enquadramento regulamentar europeu, na aplicação das metodologias de deteção de sinal e desenvolvimento de planos de gestão de risco, reconhecendo a sua importância para assegurar a segurança dos doentes.
>> Capacitar os formandos sobre o estudo dos mecanismos de ação das RAM abordando a farmacovigilância das classes terapêuticas com particular relevo pela frequência e gravidade das reações adversas e prevenção das RAM evitáveis.
>> Adquirir conhecimento aprofundado dos Sistemas de Notificação Espontânea, desde a notificação, à gestão dos casos e sua integração nos sistemas europeus de informação e produção de relatórios de segurança.
>> Aprofundar os conhecimentos dos formandos nas metodologias epidemiológicas com aplicação à fase pós-autorização de comercialização do medicamento e dispositivos médicos, para a monitorização em contexto clínico do seu perfil de segurança, na análise e interpretação dos estudos meta-analíticos pela geração da evidência com impacto na área da segurança dos medicamentos.